Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

O Cão sem Plumas [ou o outro lado de Niemeyer parte II]

"Entre a paisagem
o rio fluía
como uma espada de líquido espesso.
Como um cão
humilde e espesso.

Entre a paisagem
(fluía)
de homens plantados na lama;
de casas de lama
plantadas em ilhas
coaguladas na lama;
paisagem de anfíbios
de lama e lama.

Como o rio
aqueles homens
são como cães sem plumas
(um cão sem plumas
é mais
que um cão saqueado;
é mais
que um cão assassinado.

Um cão sem plumas
é quando uma árvore sem voz.
É quando de um pássaro
suas raízes no ar.
É quando a alguma coisa
roem tão fundo
até o que não tem).

O rio sabia
daqueles homens sem plumas.
Sabia
de suas barbas expostas,
de seu doloroso cabelo
de camarão e estopa.

Ele sabia também
dos grandes galpões da beira dos cais
(onde tudo
é uma imensa porta
sem portas)
escancarados
aos horizontes que cheiram a gasolina.

E sabia
da magra cidade de rolha,
onde homens ossudos,
onde pontes, sobrados ossudos
(vão todos
vestidos de brim)
secam
até sua mais funda caliça.

Mas ele conhecia melhor
os homens sem pluma.
Estes
secam
ainda mais…

Casa em Querosene [grupoSP]

Num terreno com declive de três metros, no Morro do Querosene, São Paulo, os arquitetos do grupoSP, liderados por Alvaro Puntoni, criam uma casa onde o que mais chama a atenção do transeunte que passa na rua, é uma grande parede de livros, possível de ser vista graças à fachada de cristal.

         Construída em seu interior por livros, acessados por mezaninos de estrutura metálica, a fachada cega de blocos de concreto, de orientação norte, é coberta em seu exterior por telha metálica que cria um colchão de ar entre ambos, ajudando a isolar térmicamente a casa do forte sol do verão.

         Na cobertura, um espelho d´água também ajuda no controle térmico do edifício, assim como protege a laje de concreto sem impermeabilização. O sistema construtivo tem enfoque em acabamentos simples e maior detalhe estrutural.
         O acesso se da por uma escada que desse até o nível térreo. Toda a área inferior da casa acaba por ficar escondida da rua, rebaixada um pé direito e protegid…

CEU Pimentas [Biselli + Katchborian]

Neste projeto do Centro Educacional Unificado do bairro de Pimentas, Guarulhos, a equipe do escritório de Mario Biselli e Artur Katchborian cria uma comprida rua coberta. Uma rua diferente da cidade contemporânea...pois nessa rua se pode sentar e conversar, passear, brincar, correr, aprender.

         Dentro do espaço, acessível por uma grande abertura, a escala se faz outra. O percurso cria pequenos trechos, que convidam a entrar, por suas cores chamativas. Salas de aula e quadras de esporte dividem o espaço com rampas e bancos rebaixados no piso. A rua tem sua própria topografia.

         A estrutura metálica que sustenta o telhado, muda a todo o tempo seu desenho durante o trajeto. Ora alta, ela revela quão grande o espaço é, deixando à mostra as treliças e tesouras espaçadas em ritmo. Ora mais baixa, a cobertura faz curvas e desse até o chão. A via de Biselli e Katchborian, é sem saída.

         O sistema construtivo é diversificado. Para os equipamentos que circundam a …
Gustav Klimt - "O Beijo" (1907-1908) (Óleo e folha de ouro sobre tela - 180 cm X 180 cm)


"...Amar a nossa falta mesma de amor, e na secura nossa
amar a água implícita, e o beijo tácito, e a sede infinita."
"Amar" de Carlos Drummond de Andrade

Residência em City Boaçava [MMBB]

A maneira como o escritório MMBB lida com Arquitetura e Urbanismo ainda necessita de estudos à altura de seu conteúdo. As propostas revelam mais do que apenas aquilo que a crítica especializada insiste em discursar. Por debaixo da plástica do concreto armado e quatro apoios, se escondendo no âmago dos fortes conceitos, há uma postura de soluções projetuais capazes de ler espaço como infraestrutura.
         Nesta casa em City Boaçava, São Paulo, a equipe liderada por Fernando de Mello Franco, Marta Moreira e Milton Braga resolve o programa com a mesma genialidade de seus projetos anteriores. Como o próprio ex-colega de escritório Angelo Bucci, costuma dizer: um projeto é sempre decorrente das experiências adquiridas com o anterior, não sendo possível que o projeto atual exista sem que o outro tivesse sido desenvolvido.          Porém, diferente da Casa Mariante, por exemplo, essa residência não possuí os muros altos do condomínio fechado. Ela está inserida na própria malha u…