Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

A vida é multifuncional

Aaa...os edifícios multifuncionais...
Desenho de Tom Gauld.
Vimos a imagem aqui.

Por Vir: Casa das Duas Vigas [Yuri Vital]

Assista abaixo o vídeo do passeio tridimensional pelo projeto da "Casa das Duas Vigas", do arquiteto Yuri Vital.          Não precisa ter bola de cristal para adivinhar o quanto essa casa vai ser divulgada e discutida nas revistas e mídias de arquitetura quando ficar pronta (a entrega prevista é para esse mês).

         Apesar de ser moldada em características já muito exploradas, o resultado é estupendo (e polêmico). Um "xuxuzinho" como disse o próprio Yuri em uma Palestra que tivemos o prazer de assistir no ano passado.
Mais do projeto aqui.

Contos de Oceanos Topográficos

Anúncio da Serpentine Gallery 2013

Hoje foi anunciado que quem projetará o pavilhão temporário da Serpentine Gallery nesse ano de 2013 será o escritório de arquitetura japonês de Sou Fujimoto.          Com um interessante efeito (pelo menos nos renders de apresentação), o novo pavilhão promete ser ainda mais etéreo que os projetados de 2009 (de seus conterrâneos do SANAA) e o do ano passado (da união de Herzog & De Meuron e o artista chinês Ai Weiwei).

         Vale a pena salvar a imagem do render no computador e aproximar bem para compreender a proposta. Como uma nuvem, a estrutura apresentada (composta por esbeltas barras de aço) se espalha e se mistura com a paisagem do parque. Segue tradução nossa das palavras do arquiteto Sou Fujimoto sobre o projeto:          “Para o pavilhão de 2013, propus uma paisagem arquitetônica: um terreno transparente que encoraje as pessoas a explorar a área de maneiras diversas. Dentro do contexto campestre de Kensington Gardens, eu contraponho a vívida folhagem da nature…

É só escolher

Em uma postagem recente de seu blog, Raquel Rolnik chama a atenção para a entrevista que o arquiteto Jorge Wilheim deu no programa Roda Viva da TV Cultura. Em um dos melhores momentos da entrevista, Wilheim fala algumas verdades sobre o mercado imobiliário. Verdades doloridas e tristes.          Um dos vídeos que ilustra o post pode ser visto abaixo:

É de chorar...tamanha a alienação...
Para ler a excelente postagem no blog da Raquel Rolnik, clique aqui.

Em defesa da verdade construtiva: a Casa em Bragança Paulista [Carlos Ferrata]

Visitar uma casa em um condomínio fechado é sempre uma experiência curiosa. Por um lado é interessante passar pelas ruas e observar casas dos mais diferentes jeitos, sem portões ou grades frontais. Por outro lado, é desanimador pensar que muitas residências bonitas, e que poderiam servir de referência à população, ficam escondidas por trás dos altos muros de divisa com a cidade. Embora minoria (perante uma massa incrível de residências ultraecléticas de cor bége), é sempre interessante quando alguns exemplos são publicados e expostos ao público. Casas como a de Bragança Paulista, projeto do arquiteto Carlos Ferrata, são exemplos construtivos, cuja relação com o meio urbano traça fortes relações com uma arquitetura ensaiada a décadas, principalmente na vanguarda paulista.

         A topografia do terreno e a honestidade com que os materiais foram trabalhados, são as características que definiram o projeto. Em uma primeira vista, é impossível não reconhecer elementos fortes da…

A Próle do OMA [Re-Redux]

Haja filhos.          No vídeo abaixo (sem legendas e em inglês), Shohei Shigematsu, arquiteto japonês responsável pelo OMA de Nova York, conversa com Bjarke Ingels, fundador do BIG.          O OMA (Office for Metropolitan Architecture) é um dos mais famosos escritórios de Arquitetura da atualidade, principalmente pela criatividade e genialidade de seu fundador, o arquiteto holandês Rem Koolhaas.          Bjarke Ingels é apenas um de uma série de arquitetos que trabalharam no OMA no passado, e agora correm seus próprios escritórios, igualmente famosos.

         A palestra se divide em três partes.          > Shohei Shigematsu apresenta projetos do OMA;          > Bjarke Ingels apresenta projetos do BIG (Bjarke Ingels Group);          > Ambos conversam sobre suas experiências no OMA, a importância do escritório e de Koolhaas, e da possibilidade do OMA ter se transformado numa grande escola.
Vale muito a pena assistir.

Para saber mais sobre os filhotes do OMA, leia ta…

O Jardim e a Casa (e a Polêmica)

O Japão, país que se aflige com as duras exigências da natureza e geografia de seu território, tem no pensamento da vanguarda Metabolista forte influência e apoio. O arquiteto Ryue Nishizawa, conhecido por seu trabalho com Kazuyo Sejima no escritório SANAA, sabe da importância de ousar e desafiar a natureza de seu país. Um de seus projetos mais recentes, uma casa em um terreno estreito de Tóquio, levanta questões importantes.          Embora os japoneses sejam conhecidos pela timidez e introspecção, a arquitetura contemporânea no arquipélago tem se mostrado divergente: minimalista, transparente e desafiadora (por vezes em exagero).

         Uma crítica ecoa pelos corredores das faculdades e fóruns na internet: a arquitetura contemporânea japonesa não tem diversidade. No geral, são edifícios brancos e minimalistas. Será?

         Entre dois edifícios altos em Tóquio, se ergue uma casa com cinco pavimentos, apertada na malha urbana adensada da capital nipônica. A proposta de R…

Tênue Linha

"Milagre dos Peixes" (1991) -Adriana Varejão-
         "Eu careço de que o bom seja bom e o ruim ruim, que dum lado esteja o preto e do outro o branco, que o feio fique bem apartado do bonito e a alegria longe da tristeza!"          Riobaldo          -Grande Sertão: Veredas-
         Imagem aqui.